segunda-feira, março 25

Guardamos o amor  numa caixa para que ninguém se apodere dele, para que nada o machuque. Entregamo-lo ao tempo para que este o torne eterno, leve e fácil de transportar ao longo dos dias. E aos poucos ele cresce, cresce tanto que deixa de se poder servir da caixa... E aí vamos ter de ser nós a transportá-lo, mas com cuidado porque o amor é frágil e possui falhas. 

3 comentários:

  1. muito obrigada princesa :)
    beijinhosss *

    ResponderExcluir
  2. Lindo
    Adorei o teu blog!
    Já estou a seguir.
    Beijinhos Ludmilla
    http://all-of-my-lifee.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Obrigada por deixares o teu comentário :)